Verificação de e-mails

Essa etapa é de extrema importância no processo. Com ela é possível cadastrar um e-mail que deve ser verificado a fim de garantir a confiabilidade no envio aos clientes. 

Entenda melhor como funciona o DKIM e o SPF:

O DKIM (Domain Keys Identified Mail)  e o SPF (Sender Policy Framework) são mecanismos que auxiliam o Mail for Web no combate à prática do spam. 

Eles basicamente fazem a autenticação do seu e-mail baseado em DNS, proporcionando mais efetividade ao enviar seus e-mails como remetentes e permitindo que os receptores dos destinatários verifiquem a existência da permissão para o envio do e-mail.

Ou seja, eles asseguram a autenticidade do remetente garantindo que os e-mails são enviados pelo proprietário do domínio utilizado no remetente. 

Motivos para configurar o DKIM:

Aumento da reputação e melhoria e otimização da taxa de entrega de e-mails. 

Uma prática que vem sendo bastante utilizada por quem prática spam é enviar e-mails assinados por outra pessoa. O remetente é alterado para que seja mais confiável ao olhar do servidor do destinatário, diminuindo a incidência de classificação de spam por parte do servidor que utiliza este recurso como um dos critérios na classificação de spam.

Como configurar o DKIM:

Para habilitar esse DKIM é necessário criar um registro TXT na tabela de DNS do seu servidor com o nome default._domainkey e com o valor abaixo:

v=DKIM1; k=rsa; p=MIGfMA0GCSqGSIb3DQEBAQUAA4GNADCBiQKBgQDcmdV/rNa9vd7f+KvXzYcK+5eJY9vovp7NjhHksh0Auxn+ufay/E38fSQz0IVGUg5v
txy+MnXbXnzV6ch25IXSVvvsqTarzeMwU690tMo3wkwQm1CNhBcCsY9M8g/caXs6saySuvubaOUDQOdGsEYHuPUdyWYBtoa5g1HLSHSEKwIDAQAB

Motivos para configurar o SPF:

O SPF (Sender Policy Framework) é outro mecanismo de autenticação de e-mail baseado em DNS com intuito de garantir que o remetente utilizado é uma conta válida e autorizada para utilização nas campanhas de e-mail marketing. Ajuda a combater a falsificação de remetente, delimitando os usuários que possuem permissão para enviar e-mails em nome de determinado domínio e com isso diminuindo a classificação do e-mail como spam.

Vários servidores como Gmail, Yahoo, Hotmail entre outros, utilizam essa técnica para garantir que os e-mails sejam válidos e com isso diminuir a incidência de spam na caixa de entrada dos seus usuários.

Tanto o SPF quanto o DKIM são verificados pelo nosso sistema e na listagem de rementes cadastrados é apresentado um status positivo (SIM) ou negativo (NÃO) de que essas configurações estão adequadas para o remetente a ser utilizado. É de extrema importância garantir que ambos estejam devidamente configurados para garantir uma maior eficiência na entrega dos e-mails para os destinatários das campanhas de e-mail marketing.

Como configurar o SPF:

Para configurar o registro SPF para seu domínio e permitir que o Mail for Web envie e-mails pelo seu domínio é necessário criar o seguinte registro na tabela de DNS do seu servidor:

v=spf1 include:_spf.mail4web.com.br ?all


Caso você já tenha um registro TXT com informações SPF você precisará adicionar os servidores do Mail For Web neste registro, incluindo o item:

include:_spf.mail4web.com.br no registro (antes do último operador que normalmente é "?all, ~all, ou -all")